Bruiser Sports
maio 10, 2018

Shoulder Brasileiro x Importado: qual devo comprar?

Muitos atletas que buscam adquirir seu shoulder pad, tem, como prioridade, buscar informações acerca da qualidade e procedência dos materiais que serão comprados. Mas, essa busca, não se limita à saber sobre o preço e o tempo de entrega, mas sim, se o equipamento realmente é o adequado à suas necessidades e às necessidade que o F.A Brasileiro exige.

Este post servirá para você, que busca saber mais sobre as diferenças entre os shoulder pad’s importados, do que é fabricado pela Bruiser, o Shoulder Pad HEFESTO.

COMPARATIVO 1: O TIPO DE EQUIPAMENTO QUE DEVE SER UTILIZADO!

O primeiro item que todo atleta deverá checar é: qual o tipo de equipamento que eu devo utilizar para a prática do futebol americano no Brasil?

Vamos lá! Atualmente, o Brasil dispõe de ligas na modalidade adulta (masculino e feminino), com duas divisões principais e diversos campeonatos estaduais e outros “Bowls” espalhados por aí! Não há, atualmente, nenhum campeonato disputado com jovens, aplicando-se a cultura e regras para atletas com menos de 18 anos, por exemplo.

Ah, mas e o Campeonato Sub-19 de Seleções que está acontecendo? (Digo acontecendo, pois ainda não foi feita a final entre Seleção Mineira x Seleção Catarinense). Jovem, o campeonato é de atletas com menos de 19 anos, porém, as regras aplicadas são da modalidade adulta. Exemplo: a bola de jogo! O modelo de bola utilizado pelos atletas é o tamanho Adulto (ou Oficial, como preferir).

No nosso país, o F.A ainda é uma cultura à ser implantada em jovens e crianças e, por isso, ainda não há disputas entre categorias de base ou campeonato para atletas mais jovens. Dessa forma, se eu não tenho uma cultura voltada para elas, as regras aplicadas em jogos oficiais são aquelas utilizadas para atletas adultos.

Assim vale para os equipamentos! Se o tipo de jogo aplicado no Brasil é voltado para a modalidade adulta, os equipamentos que devem ser utilizados, também devem ser aqueles indicados para adultos. E, caso você não saiba a diferença entre um equipamento adulto para um indicado para jovens (ou o famosos “Youth”), veja esse post que fizemos, explicando a diferença entre eles. Desta forma, se você vai comprar seus equipamentos, dê preferência para aqueles que são fabricados para a modalidade adulta.

No caso dos equipamentos importados, todas as fabricantes atuam nos dois seguimentos, sendo que a atenção, na hora de comprar, deve ser redobrada. Isto porque, há a cultura de trazer equipamentos importados, indicado para crianças (ou jovens), e vendê-los no Brasil como se fossem indicados para adultos. Além de não ser uma boa prática com o atleta, a utilização incorreta de equipamentos poderá ocasionar diversas lesões no esportista, o que não podemos aceitar no nosso esporte.

A Bruiser, há 09 anos, fabrica shoulder pad’s no Brasil. Desde o seu surgimento, foi proposto que o tipo de equipamento à ser fabricado, seria o do modelo adulto, uma vez que a necessidade momentânea é a de equipamentos para atletas adultos, ou que jogam nessa modalidade. Assim, todo o material empregado na fabricação do Shoulder Pad HEFESTO, segue o padrão dos equipamentos internacionais, para a modalidade adulta, o que permite que o atleta comprar nosso equipamento, sabendo que ele estará dentro da regra utilizada no Brasil e, ainda, que estará com um material que realmente o protege de impactos e lesões.

Modelo QB/WR do shoulder pad HEFESTO.

COMPARATIVO 2: O VALOR DO EQUIPAMENTO IMPORTADO X BRUISER HEFESTO

Outro comparativo que o atleta deverá fazer, na hora de realizar a compra, é o valor à ser pago pelo equipamento. Esta avaliação inclui, dentre seus tópicos, a famosa relação “Custo x Benefício” do equipamento.

Pense no seguinte cenário: um equipamento importado Adulto, custa, em média, US$200,00 (duzentos DÓLARES). Você, como mora no Brasil, teria que realizar a conversão desse valor em Reais, que, como sabemos, varia à cada dia que passa. Se formos comparar com o fechamento do dólar no dia anterior à este post* (R$3,54/$1 dólar), você pagará, de cara, R$708,00 (setecentos e oito reais), só na conversão. Porém, quando se faz este tipo de compra, você também pagará: IOF (pois, converter real em dólar é uma operação financeira), imposto sobre importação, ICMS, frete dos Estados Unidos até o Brasil (direto pela loja ou pelos serviços de redirecionamento de encomenda) e outras coisas mais.

Ou seja, seu equipamento não sairá por menos de R$1.400,00 (mil e quatrocentos), fora o tempo que ele vai demorar pra chegar até a sua residência.

Agora, vejamos o shoulder pad da BRUISER. O equipamento possui os materiais de fabricação idênticos ou quase similares aos importados. Ou seja, no quesito segurança, o equipamento nacional não perde em nada para o importado. O valor, atualmente, do shoulder HEFESTO, é de R$430,00 (quatrocentos e trinta reais), para equipamentos dos tamanhos S, M e L. Se, na hipótese de você utilizar um tamanho especial (XS, XL, 2XL, 3XL, 4XL ou 6XL), o mais caro que você irá pagar é R$450,00 (quatrocentos e cinquenta reais), além do frete para qualquer lugar do Brasil. Em resumo, sua compra de um produto nacional ficará entre R$450,00 à R$550,00, à depender do tamanho e modalidade do frete.

Não será necessário pagar imposto de importação, IOF, frete internacional, nada disso. E o tempo de entrega do equipamento é bem inferior ao tempo de importação de qualquer produto, pois, além de vir de longe, quando o produto é desembarcado no Brasil, ele pode ficar retido na Receita Federal por alguns dias, para avaliação e taxação do mesmo.

Ou seja, a relação “Custo x Benefício” entre o HEFESTO e os shoulder pad’s internacionais é a melhor possível, pois, além de você adquirir um equipamento com qualidade comprovada, o valor à ser pago por ele será bem inferior do que comprar um equipamento novo importado.

Mas, e se eu for comprar um shoulder importado usado (que já esteja no Brasil)? Não seria o melhor?! Bem, veja da seguinte forma: cada equipamento tem uma vida útil no esporte. Para capacetes, o ideal é que ele seja utilizado por 10 anos, contados da sua fabricação, e que já tenha sido recertificado. Para um shoulder pad, não é diferente. A vida útil de um equipamento desse é de 05 anos, desde a sua fabricação. Vale lembrar que, diferente do capacete, o shoulder pad não possui nenhum tipo de programa de recertificação, nem no Brasil e nem nos Estados Unidos.

Assim, se você comprar um equipamento usado, poderá correr o risco de ter um produto que já não possui a mesma eficiência que um novo, por um preço quase similar ao de um “zero bala”. Portanto, vale a pena colocar na balança: devo comprar um importado usado e, daqui um ano, ter que comprar outro ou posso comprar um equipamento nacional novo e utilizar ele por uns 05 anos?

CONCLUSÃO

Sabemos que a qualidade entre os produtos da Bruiser x os shoulder pad’s importados são similares. A Bruiser, cada dia mais, busca novas soluções e materiais para melhorar o seu equipamento, fazendo com que ele seja competitivo com os já existentes no mercado, não só no Brasil, mas em toda a América Latina.

O diferencial do equipamento brasileiro é seu custo/benefício, pois, trata-se de um equipamento relativamente barato e com a mesma segurança, conforto e mobilidade dos demais concorrentes.

Esperamos ter ajudado você na escolha do seu equipamento e, em caso de dúvidas, entre em contato conosco, que iremos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *